#Educação #Mais recentes

Perfil do analfabetismo no Pará

Analfabetismo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou recentemente dados do censo demográfico 2022 que permitem fazer recorte sobre o analfabetismo. O levantamento tem como público-alvo pessoas de 15 anos ou mais de idade.

O IBGE apontou que a taxa de analfabetismo no Brasil é de 7%, uma melhora em relação ao identificado no censo 2010, que apontou taxa de 9,6% na época.

No caso paraense, a taxa de analfabetismo, conforme o censo 2022, é de 8,76%, ou seja, ainda distante da média do país. Em ranking entre os estados, o Pará ocupa a 16ª posição nacional.

Sobre a taxa de analfabetismo no Pará, seguem algumas características:

– A taxa é maior entre os homens: 10% (contra 7,5% das mulheres)

– Em termos de raça/cor, a maior taxa é entre Indígena: 16,7%

– Cor/raça Branca: taxa de 6,6%; Preta: 11,7%

– Por faixa etária, temos:

* de 15 a 19 anos: 2,3%

* de 20 a 24 anos: 2,4%

* de 25 a 34 anos: 3,2%

* de 35 a 44 anos: 6,3%

* de 45 a 54 anos: 11,4%

* de 55 a 64 anos: 17,5 %

* de 65 anos ou mais: 28,5%

Esse olhar por faixa etária aponta o grande desafio que ainda há em termos de alfabetização da parte mais idosa da população.

Já um recorte por município, os que apresentam as MENORES taxas de analfabetismo são:

– Ananindeua: 2,8%

– Belém: 3%

– Marituba: 4,4%

– Santarém: 4,6%

– Terra Santa: 5,1%

 

Por outro lado, as MAIORES taxas de analfabetismo estão em:

– Nova Esperança do Piriá: 22,9%

– Anajás: 22,6%

– Afuá: 22%

– Garrafão do Norte: 21,9%

– Portel: 20,5%

 

Os dados são do Censo Demográfico 2022 – Alfabetização – Resultados do Universo, com cálculos nossos.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *